Início > indy > Reflexões sobre um baiano a pé

Reflexões sobre um baiano a pé

PEDROCK ROCK CITY – E o Tony Kanaan com a De Ferran Dragon, heim? Não vingou. Tony anunciou que não conseguiu juntar a verba necessária e que a parceria para 2011 não vai rolar. É triste, eu sei. Mas acontece. Achar grana é complicado, principalmente pra uma categoria que está em transição. Kanaan tem história por lá. Foi campeão em 2004 e tal. É midiático pra caramba, mas está sem equipe. Infelizmente é assim. Dan Wheldon, outro campeão — e que já venceu em Indianápolis — está na mesma situação. E é aí que chegamos ao ponto em que quero bater.

Talvez chegou a hora de Kanaan repensar sua carreira. E fora da Indy

Brasileirada está fazendo um drama tremendo no tuíter, orkut, fóruns e afins achando um absurdo Tony ficar sem vaga. Não é um absurdo. Hoje em dia é algo normal. Mas aí surgiu uma pá de pelego sem noção dizendo que a culpa por Kanaan estar fora da Indy é da Penske. DA PENSKE!!! Olha onde chegamos. Pelego chorando que a Penske monopolizou os patrocínios, trazendo todos para ela. Dá pra acreditar que realmente tem gente que pensa assim? Um absurdo sem tamanho. Mas brasileiro tem essa mania: o mérito de um é o motivo do ‘fracasso’ do outro. Não estou dizendo que Kanaan fracassou. Ele só não descolou grana. Uma hora acha. Piloto bom não fica muito tempo sem correr.

Aí, depois, peleguinhos disseram absurdo ainda maior: a Indy, ao invés de dar 5 milhões de doletas pro vencedor forasteiro de Las Vegas, deveria investir essa grana pra descolar um carro pro Kanaan. Como assim, porra? O que a Indy tem com isso? Tá certo que um cara como Kanaan enobrece a categoria, mas bancar o cara é demais. Ele consegue isso sozinho. Duvido até que aceitaria tal ajuda. E Dan Wheldon? Também não merece ajuda? E Buddy Rice? E Scott Sharp? E Paul Tracy? Pois é. Esses caras não querem a dó dos fãs. Esses caras querem correr. Mas pra correr precisam de grana. Se tem alguém que pode arranjar essa grana, esse alguém é um patrocinador. Não um benfeitor. E pra arranjar grana precisa, as vezes, renovar alguns pensamentos.

Talvez seja a hora de Tony Kanaan refletir novamente, repensar muitas coisas e voltar a lutar pela grana. Kanaan quer correr, mas tenho certeza que o baiano não quer e nem precisa da dó do torcedor.Precisa da torcida e do apoio. Uma mudança de categoria poderia ser muito sadia, penso. Estou longe de ser um bom conselheiro, mas acho que é a hora certa. Os EUA adoram Kanaan. Ele cabe direitinho na Nascar. E o sonho de vencer em Indianápolis não precisa morrer com isso. Vale a pena pensar.

 

Anúncios
  1. Felipe Portela
    23/02/2011 às 22:42

    Ainda tem o BOURDAIS, que tá na luta tb. Só. Pior que essa idéia dos 5 milhões de Las Vegas eu vi no twitter do Ed Carpenter hahahahaha

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: